quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

POLÍTICA: Por onde andarão os ecologistas?


Se tenho preocupações genuínas com o futuro do planeta e com a necessidade de preservarmos os ecossistemas um pouco por todo o mundo, raramente sinto grande respeito pelos ecologistas. Nomeadamente os da Quercus, que sempre se manifestaram muito ativamente, quando o partido socialista estava no governo e, agora, se revelam tão silenciosos.
Se ninguém se deixa iludir pela ligação de Heloísa Apolónia e dos seus «verdes» ao PCP, também deveria ser evidente a conotação entre os outros ecologistas com a direita desde que esta arvorou o pimenta como estrela ascendente. Faz por isso todo o sentido o post colocado por Augusto Santos Silva na sua página pessoal do Facebook em que se interroga por onde andarão eles: Dantes tão pressurosos em denunciar poluições, lixos, desrespeitos pela natureza, violações das Diretivas, atrasos nos PROTs, violações da REN, da RAN e já não sei que mais - e agora tão calados, tão mortiços, tão invisíveis?(…) Terão hibernado? Então, porque não acordam, agora que se já sente um cheirinho de primavera?
Ou nos enganamos muito ou cá estaremos a ouvi-los, quando este ciclo político acabar e o psd e o cds voltarem para a oposição!

Sem comentários:

Publicar um comentário