sábado, 16 de fevereiro de 2013

CINEMA: James Franco em Berlim



Ao mesmo tempo escritor e artista, James Franco constitui um fenómeno. Tudo o que ele toca transforma em sucesso, pouco importa o género.
Foi nomeado para os Oscares pelo papel principal de «127 horas» e já apresentou a prestigiada cerimónia em 2011.
Na escrita, a crítica e o público elogiam as suas novelas. E quanto às obras de arte, a imprensa cultural saúda-as e são expostas em museus de prestígio.
Seja em ambientes mais orientados para o grande público, seja nos de cariz underground, James Franco parece estar à vontade em qualquer um deles. Por agora anda a passear-se pelo Festival de Berlim. O seu filme mais recente, «Interior Leather Bar», decorre num ambiente de porno gay e constitui uma remake de «Cruising», o filme de William Friedkin protagonizado por Al Pacino em 1980.

Sem comentários:

Publicar um comentário