quarta-feira, 22 de maio de 2013

POLÍTICA: será que afinal temos o príncipe Salinas no Vaticano?


Como ateu impenitente não costumo ligar peva às novidades que vão vindo do vaticano. Mas convenhamos que o papa francisco tem-me andado a fazer levantar a cabeça vezes de mais do jornal, normalmente lido enquanto as televisões emitem as notícias. O que comprova a grande mudança ocorrida no departamento de marketing do papado com a chegada deste novo titular.
Ele é o papamobile a ser substituído por carro descapotável mais propício para o contacto direto com os fiéis. Eles são os pombos surgidos do nada para serem oportunamente libertos num simbolismo, que remete para a arca de noé. E agora um doente em cadeira de rodas afinal a jeito para ser exorcizado a la carte, já que os seus problemas de saúde se deverão às ações do mafarrico.
Em suma, se pelo conteúdo não se vislumbram novidades no discurso papal (quanto ao aborto, ao casamento do clero ou entre pessoas do mesmo sexo, à ordenação das mulheres), a forma muda alguma coisa. Porque é que tudo isto me lembra o príncipe Salinas  no «Leopardo» de Visconti?

Sem comentários:

Publicar um comentário