segunda-feira, 29 de outubro de 2012

FOTOGRAFIA: "Derrière la Gare Saint-Lazare", Henri Cartier-Bresson (1932)


É o ícone absoluto de Cartier-Bresson. A fotografia que reflete em simultâneo o seu génio, talento e conceitos.
Nesta imagem ele fixa logo à partida a sua arte e forma de a expressar. Que permanecerá constante ao longo de toda a sua vida: a de uma conceção geométrica do espaço e do sentido do movimento. É a composição da imagem realizada num instante ultrarrápido.
Em geral ele nunca encenava o que fotografava, aproveitando o instante decisivo de quando a ele assistia.
Mas aqui ele captou tal instante, porque sabia que alguém acabaria por saltar por cima da poça de água. E, ademais, num detalhe só apercebido na impressão e só possível quando as imagens se deixam habitar pela inspiração (e não tanto pela coincidência!) deteta-se ao fundo o cartaz com uma bailarina cujo passo é simétrico ao do saltador em primeiro plano.
Esta fotografia acaba por se revelar um autêntico bailado com Henri Cartier-Bresson como coreógrafo.
Pierre Assouline, Arte magazine

Sem comentários:

Publicar um comentário