segunda-feira, 25 de março de 2013

CHINA: os dilemas de uma incerta evolução


A fotografia mais elucidativa do dia vem da agência Reuters e foi colhida em Xinjiang Uyghur, na China. Ela reflete o paradoxo de ver uma autoestrada ocupada por rebanhos de ovelhas em sentido contrário como se impusessem um retrocesso numa dinâmica aonde imperam os automóveis e o seu sentido de velocidade. Nesse sentido ela permite perspetivar os desafios de identidade reveladores das imensas contradições: de um país dividido entre a sua natureza agrícola - que esteve na base da sua revolução maoísta - e a vontade de modernização assente em todos os símbolos do progresso ocidental.
Sem o parecer temos aqui a dialética entre um sistema, que comportou tantas esperanças de justiça e de igualdade para milhões de seres de todo o mundo, mas cuja recuperação obriga a fazer marcha atrás e a retomar caminhos onde eles se perderam por efeito dos seus terríveis erros, e um outro, que se fundamentou na ganância de uns quantos, capazes de prometerem bem estar para a imensa maioria dos que exploravam, mas agora a demonstrar os seus limites e a confrontar os antigos iludidos com a tenebrosa realidade de um empobrecimento coletivo.
A fotografia da Reuters é, pois, daquelas que permite confirmar como, às vezes, uma só imagem substitui milhentas palavras...


Sem comentários:

Publicar um comentário