sexta-feira, 31 de agosto de 2018

O estertor do ultraconservadorismo católico


Um dos temas mediáticos deste verão tem sido o da possibilidade de setores ultraconservadores do Vaticano, comandados pelo cardeal norte-americano Raymond Burke, e com o apoio ativo de Steve Bannon e Matteo Salvini, conseguirem apear o papa Francisco substituindo-o por quem faça regressar a ideologia da Igreja Católica aos valores mais retrógrados, que esses contestatários reivindicam.
Embora o ateísmo me coloque em mera posição de observador não me espanta esta reação exacerbada dos que contestam as tímidas mudanças empreendidas pelo atual titular do cargo papal. É que não podemos esquecer as nomeações em grande número por ele efetuadas nos últimos meses e que tendem a reverter a favor da sua futura herança os Sínodos que se seguirão.
Por muito que as extremas-direitas insistam nas suas tenebrosas maquinações, também no mundo católico as mudanças tendem a impor-se.

Sem comentários:

Publicar um comentário