sexta-feira, 20 de abril de 2018

A palavra aos leitores


A propósito do texto Voltemos então às coisas ditas sérias Francisco Magalhães comentou:
Seria um inqualificável erro ignorar que o sucesso do governo até agora se deve não só ás politicas como á conjuntura favorável que as tem potenciado, e muito. Como seria outro inqualificável erro, embandeirar em arco, e partir à desfilada para o despesismo descontrolado e fácil, sem dúvida popular entre os eleitores de todos os quadrantes. E isto por muito generosas que sejam as intenções de quem o advoga, e por mais genuínas e justificadas que sejam as necessidades de investimento publico nas muitas das áreas de intervenção do Estado, (saúde, educação, cultura, etc...), e que todos sabemos que existem.
Esta opção, por não ter em devida conta a mais que certa probabilidade do regresso de outras e novas crises que irão certamente suceder-se em ciclos cada vez mais curtos, ignora em absoluto, os mais que certos efeitos das mesmas, que devastariam a economia, arrasariam as famílias, e reduziriam à inutilidade, todos os sacrifícios, e os esforços até aqui feitos pelas suas vítimas, para pôr as contas do Estado, de novo, em ordem. No fundo iríamos voltar a assistir ao reeditar do que se tem passado nos últimos anos, agora agravado, pelo recente, alastramento da derrocada ao sector bancário. A direita, agora arredada do poder, mas que tem estado sempre no centro de todas as crises, e por detrás das sucessivas manobras politicas e financeiras, que quase nos conduziram à bancarrota, esfregaria as mãos de contente, e não tardaria em aproveitar tão saborosa e oportuna oferta...! Não, António Costa, e todos aqueles que o tem apoiado, seja na vanguarda, ou na retaguarda, seja por acção, ou por omissão, não merecem semelhante traição. Por isso, eu vou continuar a apoiar António Costa, e a apostar na continuidade das suas politicas, e na concretização do projecto que tem para o meu país, e da minha filha..! Por isso, eu vou continuar a votar no PS...!

Sem comentários:

Publicar um comentário