quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Custos e receitas

1. A procissão ainda vai no adro, mas o Tribunal de Contas já soma 5828 milhões de euros no que o BPN e o Banif custaram aos nossos bolso. E ainda falta apurar o quanto nos está a custar o BES.
Isto permite-nos concluir que termos bancos privados, a funcionarem em roda livre sem qualquer travão digno desse nome por quem os deveria controlar.
É caso para nos perguntarmos se não existe alguma razão na proposta do PCP de voltar a ter toda a banca nacionalizada!
Eu sei: o problema são os schäubles & Cª, que logo mandariam armar uma fogueira bem ateada para aí queimar os incréus deste capitalismo parasita, que nos empobrece.
2. Um dos problemas que justifica o completo desnorte em que Passos Coelho apareceu no Pontal é o sucesso que a indústria turística está a conhecer este verão com crescimentos da ordem dos dois dígitos.
Eu sei que para muitos é uma chatice ter as principais cidades cheias de gente vindas das mais diversas latitudes mas, como quando não se consegue caçar com cão, há que o fazer com gato, assim entrem muitos euros enquanto o investimento e as exportações não alavancam para valores mais bonançosos.

Sem comentários:

Publicar um comentário