domingo, 24 de setembro de 2017

Um livro que não vou ler

… mas que já sei o que lá dentro consta. De facto, o «jornalista» da SIC José Gomes Ferreira deu uma longa entrevista ao Jornal Económico em que antecipa muito do que escreveu mo seu mais recente título a saltar para as bancas das livrarias. Se no anterior tentava pôr-se em bicos dos pés para ver se alguém dele se lembrava para levar por diante o seu «programa» para o país - claro que ninguém lhe ligou! - agora vem candidatar-se a um lugarzinho ao sol no PSD, porque transforma Passos Coelho, Maria Luís Albuquerque e Carlos Costa em super-heróis da saga BES.
Como maus da fita surgem Paulo Portas, que se teria demitido no dia seguinte ao de idêntico pedido de Vítor Gaspar, para forçar o governo a dar uma mãozinha a Ricardo Salgado; Marcelo Rebelo de Sousa, que sempre se considerou amigo do banqueiro; e, sobretudo, António Costa de quem «recorda» alusão ao facto de ter assumido que, com o PS no governo, nunca o universo Espírito Santo iria à falência. Melhor ainda, a imaginação do autor vai tão longe que até explica a substituição de António José Seguro por António Costa à frente do PS como tentativa deste último ainda ir a tempo de salvar os interesses do banqueiro em causa.
Temos, assim, uma engenhosa trama, feita de notícias falsas, de insinuações e de outras entorses à verdade dos factos, que se resumiria a isto: os contribuintes deveriam santificar os três heróis por os terem poupado a uma recapitalização do BES. E estamos fadados para estar nas mãos de quem está na política para defender os interesses dos que José Gomes Ferreira sempre tem denunciado como inimigos de quem vive do seu trabalho e paga impostos.
Poderíamos classificar tal historieta de delirante se ela não correspondesse aos objetivos insidiosos do trapaceiro, que a inventou. Daí que valha a pena denunciar nas redes sociais mais uma desfaçatez de quem ocupa imerecidamente algum destaque no nosso espaço público. Após ter ficado por vender uma boa parte da edição do livro anterior, esperemos que idêntico destino ocorra com este.

2 comentários:

  1. Não li o anterior, nem vou ler este, nem o oiço na televisão. PaFista!!

    ResponderEliminar
  2. Prometo que leio o próximo, tá bem seu Zé ! Mas não se apresse, temos tempo ! Durma bem, amanhã falamos, o Bes está mais que sólido!

    ResponderEliminar