segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Uma fortaleza acossada e em ruínas

Só os militantes do PSD parecem não compreender que ficaram reféns de um líder incapaz de encontrar emprego tão só o perca em cargos com ele relacionados. Repudidado por um padrinho tão complacente como o foi Ângelo Correia e demonstradas tantas insuficiências para exercer funções de gestor em qualquer empresa, pequena, média ou grande, que alternativa resta a um medíocre com 53 anos senão agarrar-se o mais possível à possibilidade de ser deputado até 2025 nem que isso implique passar todo o próximo mandato na última fila do seu grupo parlamentar?
A realidade dos factos vai distanciando-o cada vez mais da possibilidade de voltar a ser primeiro-ministro: apesar dos fogos ainda ateados um pouco por toda a metade norte do país, sucedem-se as boas notícias para a governação socialista apoiada na maioria das esquerdas parlamentares. Na semana passada o IGCP emitiu mil milhões de euros em Bilhetes do Tesouro e os investidores dispuseram-se a pagar anualmente 3,05 milhões de euros para emprestarem esse dinheiro ao Estado Português. As exportações para Angola voltaram a recuperar, tendo crescido 47% no primeiro semestre em comparação com o período homólogo do ano anterior. As famílias com crianças prestes a regressar às escolas investiram agora em média 399 euros, ou seja quase menos 25% do que sucedia há dois anos e graças à política de gratuitidade dos manuais escolares para os primeiros anos do ensino obrigatório.
Compreende-se que a corte do desnudado rei que é Passos Coelho se desespere, sobretudo quando António Costa a confronta com os desafios do futuro a serem contemplados com os fundos europeus do período entre 2020 e 2027. Competitividade com melhor educação e requalificação de quem trabalha, maior coesão interna, a aposta em infraestruturas (nomeadamente as portuárias!) relacionadas com a economia do mar cuja pertinência ganha tanto maior importância quanto a zona económica do país na plataforma continental, que inclui o território emerso, pode em breve estender-se significativamente com o que isso implica em recursos potenciais a acrescentarem-se aos que já estão a transformar a nossa economia.
Pouco a pouco os que chegaram a convencer-se com o discurso diminutivo de Passos Coelho, dando de Portugal a caracterização de um país pobre sem outra solução que não a de empobrecer, para que as suas mercadorias transacionáveis competissem em preço com as produzidas no Bangladesh ou em Marrocos, estão a constatar quanto ele era criminosamente falso. Os rendimentos dos portugueses e as exportações aumentam, o Produto Interno Bruto cresce e a confiança de consumidores e investidores acompanha essa mesma tendência.
Passos e os seus cortesãos podem manter-se muito tempo na fortaleza onde se sentem acossados de todas as direções, mas não conseguirão obstaculizar uma dinâmica, que promete ser imparável. 

2 comentários:

  1. "Última sondagem Julho 2017 da Aximage para o Correio da Manhã aponta confiança para primeiro-ministro em António Costa em níveis de 69,11% enquanto Passos Coelho regista 22,2%."

    O PS mantém a tendência de subida nas intenções de voto, estão a aumentar a distância (+21,1%) sobre o PSD que, por sua vez continua a descer de forma acentuada. A sondagem da Aximage para o Negócios e o Correio da Manhã mostra que em Julho o PS cresceu 0,3 pontos percentuais para 44% enquanto o PSD recuou para 22,9%.https://viriatoapedrada.blogspot.pt/2017/06/costa-no-governo-e-passos-na-oposicao.html

    ResponderEliminar
  2. O sucesso da Geringonça só pode ser Estratégia, Caráter, Saber, Pensamento, Profissionalismo, Rigor e Inteligência. Tudo começa com Costa que forma uma aliança anti natura na qual ninguém acreditava e muito menos na sua eficácia. Apelidada de Geringonça depreciativamente pela Oposição, nunca imaginou que estava a dar a conhecer ao Mundo uma palavra apreciada por todos. Por mais que a Oposição invoque o diabo, este já meteu o rabinho entre as pernas e desapareceu.
    -O diabo nunca disse bem do Céu. As razões porque espuma a direita de raiva.
    -Diz o diabo do Passos, a Branca de Neve e os seus anões que o calor que vem aí é mérito do governo anterior, numa derradeira tentativa de se colar à fotografia e a chuva que não caiu é culpa de Sócrates.
    -Depois que António Costa chega a primeiro ministro.
    -Guterres chega a secretário geral das Nações Unidas.
    --Portugal ganha o campeonato Europeu de Futebol.
    -O Papa vem a Portugal.
    -Dois pastorinhos viram Santos.
    -Portugal ganha o Festival da Eurovisão.
    -O Benfica conquista o Tetra.
    -O Défice em 2016 é de 2%. o menor da Democracia.
    -Criação de mais de 180 mil empregos.
    -Desemprego a baixar. -----
    - Emprego a subir......
    -As exportações a crescer---
    -Estanque da emigração, quadros e licenciados.
    -O País que mais cresceu na UE.
    -PIB cresce 2,8% no primeiro trimestre, o maior da década.
    - Portugal preste a sair do défice excessivo.
    - Juros a baixar. No curto prazo juros negativos.
    - A reposição dos ordenados aos trabalhadores.
    - A reposição das pensões aos reformados.
    - A baixa do IVA na Restauração.
    - A reposição de parte da sobretaxa de IRS.
    - O facto de não ter havido privatizações em 2016.
    - Crescimento pode chegar aos 3,2%, conforme admitiu o PR Marcelo
    - Há duas décadas que os estrangeiros não investiam tanto em Portugal
    - Shauble considera o ministro Centeno, o Ronaldo do Ecofin
    - Centeno convidado para presidir ao Eurogrupo
    http://viriatoapedrada.blogspot.pt/2017/01/governo-ps-e-geringonca.html

    ResponderEliminar