sábado, 10 de outubro de 2015

A grande maioria dos socialistas apoiará Sampaio da Nóvoa

Esta noite estive a jantar com diversos camaradas socialistas, que aproveitaram para fazer o balanço das eleições legislativas e preparar os combates que se seguem. Entre eles o das eleições presidenciais. E, como venho constatando em contactos diretos, ou através das redes sociais, a grande maioria dos militantes e simpatizantes do PS estão de alma e coração com a candidatura do Professor Sampaio da Nóvoa.
Não é difícil perceber porquê. E bastam quatro razões para o explicar.
Em primeiro lugar uma candidatura vencedora capaz de derrotar a de marcelo rebelo de sousa terá de congregar o apoio de toda a esquerda na segunda volta. Tarefa fácil para o antigo reitor da Universidade de Lisboa e praticamente impossível para a antiga deputada socialista.
Em segundo lugar porque, face a uma Assembleia da República incapaz de produzir uma maioria absoluta com garantias de estabilidade para os próximos quatro anos, necessita-se de um político sapiente, capaz de suscitar consensos em vez de agudizar divergências. Ora, os militantes e simpatizantes socialistas não esquecem o papel extremamente tendencioso de Maria de Belém quando, enquanto presidente do PS no período segurista, tudo fez para facilitar a vitória do então secretário-geral, o que a tornou numa das derrotadas das primárias. Se não conseguiu então o exigível distanciamento entre candidaturas opostas como poderá agora pretender-se capaz de ser árbitra das forças políticas parlamentares?
Em terceiro lugar, porque os portugueses já estão fartos da promiscuidade entre detentores de cargos políticos e os interesses empresariais, como sucedeu com cavaco silva, cujas ligações ao BPN constituiu um escândalo, que só não assumiu as merecidas dimensões devido ao controlo dos jornais e televisões por esses mesmos interesses privados.
Ora, Maria de Belém foi o exemplo dessa mesma promiscuidade, que não pode ser tolerável, porquanto exercia funções de gestão no BES Saúde, enquanto pertencia à Comissão Parlamentar relativa a esse setor de atividade.
Quando alguém não consegue discernir a falta de ética de tal comportamento, poderá alguma vez ambicionar às mais altas funções do Estado?
Em quarto lugar os socialistas têm bem a noção de existir uma tentativa dos derrotados nas primários do ano passado em inverterem a relação de forças dentro do Partido. Ensaiaram-no na noite e nos dias imediatos aos das eleições legislativas - com as repulsivas declarações de Álvaro Beleza, António Galamba, Miguel Laranjeira ou Assunção Ribeiro - e voltariam a tentá-lo se a votação em Maria de Belém fosse bastante para disputar a segunda volta.
Por isso mesmo, cientes em como António Costa é, e será, o secretário-geral mais indicado para os próximos anos da vida do PS, os socialistas tudo farão para derrotar a estratégia dos que, despeitados pela impossibilidade de verem satisfeitos os seus projetos pessoais, intentarão prejudicar os sucessos próximos do Partido.
É por isso que ouço de muitos socialistas a intenção em empenharem-se a fundo para garantir a passagem do Professor Sampaio da Nóvoa à segunda volta das Presidenciais. Fazendo com que marcelo fique impedido de, a partir de belém, tudo fazer para que a direita volte a ser dominante no eleitorado nacional.
A vitória do Professor Sampaio da Nóvoa será a melhor garantia em como as políticas implementadas nos anos mais recentes sejam revertidas e se formatem de forma a suscitar o almejado crescimento do emprego e das exportações, bem como a redução da dívida soberana.

3 comentários:

  1. É um bom texto. Mas atenção: a maioria dos votantes socialistas opõe-se a um «governo de derrotados» PS-PCP-Bloco. A estratégia PS nas legislativas de atrair para o «voto útil» PCs e Bloquistas falhou. O aumento de votação PS veio de ex-PSDs que fugião para Marcelo se lhes «cheirar» a PC no governo.

    ResponderEliminar
  2. Essa sra é um asco, juntamente com Assis, Belezas, Galambas; Brilhantes, Vitais e outros que tais...É gente desta que dá uma péssima imagem do partido.

    ResponderEliminar