segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Aprendiz de ditador

Indignação continua a suscitar a atitude de josé luís cardoso, diretor do Instituto de Ciências Sociais, que mandou retirar de publicação, quer em papel, quer na internet, o mais recente número da revista «Análise Social». Nesta altura já são mais de 170 os professores universitários, investigadores, antropólogos, sociólogos, cientistas políticos, filósofos e historiadores portugueses e estrangeiros, de França aos Estados Unidos, de Inglaterra ao Brasil, da Alemanha à Argentina, que se insurgiram contra tão inusitado exemplo de falta de liberdade de expressão num país democrático.
Assustado, o censor já está a dar sinais de recuo, dizendo provisória tal decisão e dependente do juízo a emitir pelo conselho científico da instituição, que irá reunir daqui a alguns dias.  Mas, seja qual for a decisão definitiva então tomada, josé luís cardoso já não se livra da ignomínia de ter-se proposto fazer um frete ao governo, que se via contestado num ensaio visual inserido na publicação.
Este caso ilustra bem como ainda continuam em lugares de decisão muitos aprendizes de ditador, que esquecem já terem decorrido quarenta anos desde o 25 de Abril.

4 comentários:

  1. Eles andam por aí...
    E só precisam do caldo de cultura, que o actual governo está a providenciar, para levantar a cabeça e mostrar as garras.

    ResponderEliminar